Sorocaba/SP – Consignados para aposentados crescem 150%

aposentados_2
O número de aposentados e pensionistas que contrataram empréstimo consignado na região de Sorocaba, de janeiro a agosto deste ano, cresceu 150% em relação ao mesmo período de 2015, segundo dados do Ministério da Previdência Social. Até o mês passado, a região contabilizou 428.305 consignados, ante 170.736 de janeiro a agosto do ano anterior. Em valores, os empréstimos aumentaram 59% de um período para outro. Os aposentados e pensionistas da região somaram R$ 994.352.532,19 em consignados até agora. O acumulado dos oito primeiros meses de 2015 foi de R$ 625.276.988,49.

Os meses com maior contratação de consignados na região foram março e agosto. Apenas em março, 65.641 aposentados ou pensionistas tomaram R$ 156.224.378,90 em empréstimos. Já em agosto, foram 61.820 pessoas, que contrataram R$ 141.627.909,32. Neste mesmo mês, em 2015, foram tomados 17.845 empréstimos, que somaram R$ 74.858.591,01. A região de Sorocaba possui 20 agências do INSS, em Apiaí, Boituva, Cabreúva, Capão Bonito, Guapiara, Itapetininga, Itapeva, Itararé, Itu, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sorocaba 1 e 2, Tatuí e Votorantim. A redução da renda dos aposentados e pensionistas, devido a reajustes anuais que ocorrem abaixo da inflação, é o que está por trás do avanço do empréstimo consignado, avalia o presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Sorocaba (Apenso), José Raimundo Queiroz Melo. “Os aumentos que têm acontecido das aposentadorias são mínimos e cada vez mais vão tirando a condição de vida das pessoas.” Segundo ele, os medicamentos mais caros e a inflação sobre os alimentos levam os idosos a se endividarem.

O aumento da busca pelo consignado também se deve às taxas de juros elevadas dos empréstimos comuns, segundo o economista Sidney Oliveira, delegado do Conselho Regional de Economia (Corecon). “O consignado, por sua vez, por ter risco menor, muitas pessoas acabam recorrendo”, comenta. As dificuldades financeiras de familiares, que é um reflexo do desemprego e endividamento, também tem seu peso. “Essa faixa de aposentados dificilmente pega empréstimo para si próprio. Pegam para filhos, netos”, observa Oliveira.

Reclamação

Os dois consignados tomados pelo aposentado Reinaldo Duarte foram para socorrer os filhos. No ano passado, ele havia feito o primeiro empréstimo. O outro, ele fez em fevereiro. “Os filhos estavam em dificuldade e os pais acabam se sacrificando para socorrer. É mais fácil de pegar, a taxas de juros são relativas”, diz Duarte. No entanto, ele avalia que a medida seja uma armadilha, porque acaba amarrando a renda do aposentado. “Oferecem muita facilidade e você acaba ficando preso”, segundo o aposentado, embora ele não tenha ultrapassado o limite de 30% para adquirir o empréstimo.

O prazo longo de quitação, que acaba gerando taxas de juros elevadas, é um problema, na opinião do aposentado Djalma Catarino de Souza. Ele já havia tomado consignados anos atrás e conseguiu pagar tranquilamente. Desta vez, ele reclama do tempo prolongado para pagar. “Eu achei muito demorado o parcelamento. São 97 meses. Antigamente, eram 48 meses.” O aposentado pegou R$ 4 mil para fazer uma pequena reforma em casa.

Fonte http://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/731564/consignados-para-aposentados-crescem-150
Anderson Oliveira

Comments are closed.

ATENÇÃO

Este site NÃO tem NENHUMA relação com o serviço de consulta cadastral chamado CREDINFO POSTAL.

Enquanto este site, o www.credinfo.com.br, refere-se a um software de gestão para Correspondentes, o serviço CREDINFO POSTAL parece ser um serviço interno de consultas dos bancos, onde deve funcionar como um serviço de consulta cadastral, tipo o Serasa. Também ouvimos relatos que tal serviço chamado de CREDINFO POSTAL é consultado nas agências dos Correios.

Portanto se seu CPF foi negativo pelo CREDINFO POSTAL, procure o banco ou uma agência dos Correios e se informe sobre a origem desta negativação. Nós não temos condições de ajuda-lo, já que desconhecemos a origem deste serviço.

Então o site www.credinfo.com.br nunca foi um sistema de consulta cadastral e nem será. É apenas um site que oferece um software para download para correspondentes calcularem suas comissões de propostas.

É apenas uma coincidência dos nomes, enquanto este site chama-se Credinfo.com.br, o serviço de consulta cadastral, onde provavelmente negativou seu CPF, chama-se CREDINFO POSTAL.