Agentes cumpriram mandados de prisão e de busca e apreensão.

Segundo a polícia, funcionários públicos estariam envolvidos.

A Polícia Federal (PF) realizou na tarde desta quarta-feira (13) operação para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão contra servidores públicos municipais de Corumbá, a 444 km de Campo Grande, suspeitos de fraude de empréstimos consignados. Ao G1, a assessoria de imprensa da prefeitura da cidade disse que ainda não tem informações sobre o caso.
De acordo com a PF, servidores do setor de recursos humanos do órgão inseriam informações falsas na folha de pagamento de outros funcionários, dizendo que estes recebiam verbas indenizatórias e, com isso, a margem consignável aumentava.

Dessa forma, os funcionários públicos faziam empréstimos consignados, sacavam e repassavam o dinheiro aos organizadores do esquema, segundo a polícia.
A PF informou ainda que os consignados realizados eram todos pagos com verba pública não devida aos funcionários. A investigação policial aponta que estão envolvidos na fraude mais de uma centena de servidores e a estimativa é que o montante circulado seja de R$ 5 milhões.
Segundo a polícia, peritos analisam documentos e informações que constam nos computadores da prefeitura. O objetivo é verificar a folha de pagamento e a inclusão de dados de informática sobre a administração municipal. Os mandados foram expedidos pela 5ª Promotoria de Justiça de Corumbáx.
A operação chama-se Cornucópia, que de acordo com a Polícia Federal é o símbolo da abundância na mitologia grega e deu nome à ação em alusão à riqueza criminalmente obtida pelos envolvidos e abundância de recursos públicos disponibilizados.

Fonte Do G1 MS

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ATENÇÃO

Este site NÃO tem NENHUMA relação com o serviço de consulta cadastral chamado CREDINFO POSTAL.

Enquanto este site, o www.credinfo.com.br, refere-se a um software de gestão para Correspondentes, o serviço CREDINFO POSTAL parece ser um serviço interno de consultas dos bancos, onde deve funcionar como um serviço de consulta cadastral, tipo o Serasa. Também ouvimos relatos que tal serviço chamado de CREDINFO POSTAL é consultado nas agências dos Correios.

Portanto se seu CPF foi negativo pelo CREDINFO POSTAL, procure o banco ou uma agência dos Correios e se informe sobre a origem desta negativação. Nós não temos condições de ajuda-lo, já que desconhecemos a origem deste serviço.

Então o site www.credinfo.com.br nunca foi um sistema de consulta cadastral e nem será. É apenas um site que oferece um software para download para correspondentes calcularem suas comissões de propostas.

É apenas uma coincidência dos nomes, enquanto este site chama-se Credinfo.com.br, o serviço de consulta cadastral, onde provavelmente negativou seu CPF, chama-se CREDINFO POSTAL.