Limite de empréstimo de 70% de imóvel usado começa a valer na quinta-feira

Caixa alterou as condições de financiamento de 50% para 70% no começo do mês

ROSANA RIFE


Novidade pode reaquecer setor imobiliário
A partir de quinta-feira (24), quem quiser financiar um imóvel usado pela Caixa Econômica Federal precisará de, no máximo, 30% do valor do imóvel para dar de entrada.

O banco alterou, no começo do mês, as condições para o financiamento habitacional, elevando de 50% para 70% o montante emprestado.

O percentual é válido para trabalhadores da iniciativa privada. Para servidores públicos, o limite é de 80%

A novidade trouxe alento para o setor imobiliário, que desacelerou em todo o País. Na região, as vendas de imóveis usados caíram 40% no ano passado.

Isso porque a instituição passou a exigir metade do valor do apartamento ou da casa como entrada desde maio de 2015, complicando a vida de muitos que querem comprar a casa própria. “Agora, esperamos que as vendas subam em torno de 15% em imóveis usados e novos, já que um puxa o outro”, informa o diretor regional do Creci, Carlos Ferreira.

Pró-cotista

A Caixa também vai liberar dinheiro, cerca de R$ 7 bilhões, para a linha de crédito Pró-Cotista. Há muitas pessoas esperando o dinheiro chegar nas agências para assinar o contrato.

A data ainda não foi confirmada, mas a informação é de que o dinheiro chegue nessa segunda quinzena de março.

As taxas nessa modalidade vão de 7,85% a 8,85% de juros ao ano para compra de imóveis de até R$ 750 mil.

Cuidado

Apesar da boa notícia, a recomendação dos especialistas é ter cautela, já que o cenário econômico e político não está tranquilo e menos ainda favorável para assumir prestações a longo prazo, diz a economista Karla Simionato.

“Em termos de financiamento, a mudança é boa. Mas os juros ainda estão altos e o nível de desemprego ainda é elevado. O melhor é aguardar mais um pouco”.
Mudanças

O limite do financiado passou de 50% para 70% do valor do imóvel com dinheiro da poupança para trabalhadores da iniciativa privada. Já para servidores públicos o índice passa para 80%.

O percentual também sobe de 40% para 60% para imóveis no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI).

Os juros estão na faixa de 9% e não há limite de renda.

Como contratar

> Faça uma simulação para saber de quanto vai precisar para comprar a casa.

> Confira a documentação necessária e leve até uma agência da Caixa ou Correspondente Caixa Aqui.

> O banco vai analisar a papelada, e, após a aprovação do cadastro, apresenta as condições permitidas.

> O que pode incluir o tipo de financiamento, se dá para usar o FGTS, o valor de financiamento, a prestação e o prazo para pagar.

> Aprovado o cadastro, a Caixa faz a avaliação do imóvel e você assina o contrato.

Dicas

Faça muitas contas e veja se a prestação caberá no seu bolso.

Lembre-se que você vai assumir uma conta a ser paga por um longo período e isso impacta em cheio o seu orçamento.

Por isso, em momentos de crise, é sempre bom redobrar a cautela. Verifique se o seu emprego não está ameaçado.

Se estiver pronto para enfrentar a negociação, faça simulações e confira quanto poderá dispor para a compra.

Com o valor na cabeça, pesquise muito. Visite vários imóveis até achar o que te traz o melhor custo x benefício.

Veja os serviços ao redor. Faça contas sobre grana que vai gastar com transporte. Se vai facilitar o seu dia a dia e o da sua família também.

Daí, é hora de barganhar. O mercado imobiliário tá bem devagar. Os preços têm caído e quem quer mesmo vender, está disposto a negociar.

Fonte http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/limite-de-emprestimo-de-70-de-imovel-usado-comeca-a-valer-na-quinta-feira/?cHash=467314862298b912549f3dcaee35da94

Comments are closed.