Verificar configuraes

A diretoria do Banrisul enviou para a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul dois projetos de lei que tramitam em regime de urgência. Um deles permite a criação de uma corretora de seguros estatal. Segundo dirigentes do sindicato dos corretores de seguros gaúchos (Sincor-RS), caso os deputados estaduais aprovem o pedido, o banco, que tem 485 agências e 11.870 funcionários, formará “uma rede gigantesca de venda de apólices”.
De acordo com o presidente eleito do Sincor/RS, Ricardo Pansera, é preciso questionar a formação ou habilitação desses funcionáriso do banco para a venda de seguros. Na visão dele, essa pode ser, inclusive, uma forma de “aperfeiçoar” a venda casada, prática condenada pelo Código de Defesa do Consumidor.

Ricardo Pansera cita o exemplo do Banco Bradesco que, na década de 1990, fechou a Bradescor Corretora de Seguros e entregou a administração dos seguros de todas as suas agências aos corretores de seguros da atividade privada. “O resultado financeiro tornou-se fantástico. Os consumidores de seguros, clientes correntistas do Banco Bradesco, tiveram o grande ganho diferencial de um serviço altamente qualificado, prestado por nós, corretores profissionais de seguros, escolhidos e indicados pelo Bradesco, para atuarem em suas agências”, observa o presidente do Sincor-RS, acrescentando que o Banco do Brasil e Itaú, embora tarde, também já sinalizaram em adotar este caminho de sucesso.[2]

Para ele, outro fator que não recomenda a abertura da pretensa futura estatal é a constante mudança de direção em cada novo governo do estado. Ricardo Pansera frisa que está historicamente provado que a atividade seguradora é típica da iniciativa privada, não havendo justificativa para que seja exercida por uma empresa estatal. “Seguro é uma relação de confiança e para maior garantia deste serviço ao consumidor, deve ser comercializado e administrado por especialista, o corretor de seguros”, conclui.

Fonte CQCS – JORGE CLAPP
Fonte http://www.segs.com.br/

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.