Verificar configuraes

Aumenta a oferta de crédito para as pessoas físicas. Banco Agiplan aposta firme neste segmento de mercado oferecendo inovação e tecnologia para atender a demanda


Mariano Testa acredita na recuperação da economia somente em 2018 – Foto: Itamar Aguiar

Aumenta a oferta de crédito para as pessoas físicas. Banco Agiplan aposta firme neste segmento de mercado oferecendo inovação e tecnologia para atender a demanda

O longo período de recessão que atravessa a economia brasileira reduziu os investimentos das empresas e, com isso, ampliou a oferta de crédito para as pessoas físicas que representam hoje um mercado equivalente ao das empresas. A constatação é do presidente do Banco Agiplan, Marciano Testa, que prevê um período de estabilização financeira ao longo de 2017 e aposta num aquecimento dos negócios a partir de 2018.

Neste cenário, para atender ao movimento do mercado e as expectativas dos clientes o Banco Agiplan aliou tecnologia para tornar o seu mix de serviços e produtos totalmente digital. Ao mesmo tempo para atender aqueles que não estão conectados ao mundo virtual, anunciou durante o “Tá na Mesa” da Federasul, nesta quarta-feira (05/04), a expansão física do Banco que até junho quer ter 400 agências espalhadas pelo Brasil.

Testa informou que o investimento total será de R$ 110 milhões. Recursos que também serão destinados para qualificar as plataformas digitais e a melhoria dos processos. Com um patrimônio líquido superior a R$ 250 milhões e mais de R$ 1 bilhão de ativos, o Banco Agiplan projeta superar R$ 1 bilhão de receita em 2017.

Ao longo dos 18 anos de atuação, a instituição conquistou a confiança de mais de 1,5 milhões de clientes no País (concentração maior na região sudeste). Destes 70% são jovens entre 18 e 30 anos. Para atender as expectativas do seu público o banco está cada vez mais presente no ambiente digital. Ao lançar o olhar para o futuro, a instituição lançou o seu aplicativo (agipag), considerado pioneiro por permitir que sejam realizadas qualquer operação financeira com poucos toques na tela dos dispositivos móveis. Inclusive pagamento com QR Code.

Recuperação

Testa acredita que o mercado só terá fôlego com a queda taxa Selic e também “quando resgatar a confiança das pessoas físicas”. A medida também vai impulsionar os investimentos por parte da classe produtiva. “Hoje o estoque de crédito para pessoas físicas e jurídica se equiparou”, revelou o presidente ao dizer que a recuperação deve acontecer em meados de 2018.

O presidente confia que as reformas propostas pelo Governo Federal são essenciais para devolver a estabilidade econômica ao País. “Já tivemos o primeiro passo com a regulamentação da terceirização”, pontuou ele ao afirmar que com a nova regra vai ser possível abrir novos postos de trabalho, inclusive no seu Banco. “Precisamos assistir à queda da curva do desemprego”, finalizou Testa.

Fonte http://felipevieira.com.br/site/aumenta-a-oferta-de-credito-para-as-pessoas-fisicas-banco-agiplan-aposta-firme-neste-segmento-de-mercado-oferecendo-inovacao-e-tecnologia-para-atender-a-demanda/

Comments are closed.